Apenas rabisco...



Não quero ser poeta, apenas amante
Não conto sílabas, não faço métricas
Não enriqueço frases com palavras distantes

Meu texto não será maior que os sentimentos
Meu ritmo não obrigará o amor á dor
Figuro apenas nas palavras meus pensamentos

Tenho um eu lírico egoísta e confesso
São as minhas alegrias, dores ou desejos
Faço num desabafo e nada peço

Quando escrevo... sou eu na lua!
Prefiro a noite, o lápis e o papel
Cubro-me com palavras e deixo a alma nua

Cada palavra é uma intenção
Figurada, subentendida ou declarada
Ditas só para mim, ou a outro coração


Raiana Reis

Read More
Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB