sexta-feira, 5 de junho de 2009

Quisera contar...


Quisera contar o que vejo nos teus olhos

Muito mais do que possas imaginar

Mais do que eu possa!


Quisera te sentir mais perto

Ao menos como já foste um dia

Na memória as trêmulas e suadas mãos

Ao ver que eu sorria


Quisera contar o que vejo nestes olhos teus

Sentimento nada fugaz

Presente só dado por Deus


Quisera contar o que meu segredo traz

Nas sementes dos teus olhos

Encontro eu a minha paz


Hoje eu sem defesa

Dos sonhos rotos ao chão

Não me sinto a que desejas

Já não me estendes as mãos


Ah!Pudera a este coração sonhador

Imaginar que já era meu

O teu futuro amor


Quem dera estivesse eu em seu horizonte

E no brilho dos meus olhos

Pecebesses mais que ontem...


Raiana Reis





21 comentários:

Alcindo -Vulgo: Cidão disse...

Oi rai!!!!

Belos os versos!!!!

Isso é sentimento q sai pelos dedos... rsrs

Bão mesmoooooooo!!!!

Bjim no coração... COm Deus sempre e sempre!!!!

6/6/09 09:30
Pobre Esponja disse...

Também sou poeta.
Estou formando um grupo, se for de SP e se interessar, me dê um toque!

bj
Pobre esponja

6/6/09 13:01
Vinny disse...

Legal teu blog.

Visita lá o meu:

http://cineminhacompipoca.blogspot.com/

Abraços.

6/6/09 13:02
meus instantes e momentos disse...

lindo post, Gostei muito do teu blog.
Maurizio

6/6/09 13:51
Vanderlan disse...

Nossa gostei muito desse poema, teo blog ta otimo muito inteligente d esua parte escolher esse poema pr mim ele caiu perfeito no teo blog boa sorte ae blz fui...
Obs:se tiver tempo da uma passadinha la no meu tbm e deixa uns comentarios...
http://gatunogames.blogspot.com/

6/6/09 20:44
Astréia disse...

Obrigada!


Lindo "Quisera contar o que meu segredo traz. Nas sementes dos teus olhos.Encontro eu a minha paz"...


Parabéns pelo poema e pelo blog!

P.S: deixei uma pergunta no seu blog sobre os direitos autorais.

6/6/09 21:23
Astréia disse...

Sei que vc é a autora! A pergunta que me refiro está no seu blog
"Tocou! O blog". Quando puder responda, se vc conseguir entender o que eu perguntei...rs

É que sou confusa, às vezes!

6/6/09 21:44
Astréia disse...

Sei que vc é a autora! A pergunta que me refiro está no seu blog
"Tocou! O blog". Quando puder responda, se vc conseguir entender o que eu perguntei...rs

É que sou confusa, às vezes!

6/6/09 21:45
Fabricio bezerra da guia disse...

eu vim retribuir a sua visita ao meu blog
_______________________________________________________

parabens pelo poema viu ,continue divulgando seus poemas,expressando as suas emoções

8/6/09 11:16
Barraco Das Ideias disse...

profundo, sentimento verdadeiro, coisa rara no mundo, de nada valem os versos se não forem verdadeiros, um salve do barracodasideias.

8/6/09 13:04
Marton Olympio disse...

Bom, em primeiro lugar muito obrigado pelas palavras sensíveis e simpáticas lá no meu mundinho.
É sempre bacana ouvir de alguém com sinceridade que o que vc escreve, pode emocionar, fazer rir, chorar, sentir, ou mudar um pouco a vida de quem lê.

Pois é. Andei para cima e para baixo em seu Blog.
Nossa menina, que talento.
Gostei muito do Apenas Rabisco... Mas... Acho que falta um pouco de carpintaria, entrega, ousadia.
Já tentou?
Quando você diz que "cubro-me com palavras..." Acho que devereia dizer que se despe com elas e deixa a alma nua.
Pois é isso que o poeta faz.
Drummond, Cecília, Vinicius, Pessoa, Goulard... Só pra citar alguns.
É a concorrencia é grande.
E bêbe-los como cachaça é fundamental. Mais que entendêlos é deixar com que ees nos levem para aquele outro lugar.
Apesar de ter cadernos e mais cadernos de poesias, meu Blog tem apenas uma. Coisa concreta. Simples, curta.

No mais decobri que temos algo em comum: morei em Aracaju durante 3 anos :)
Mas não era bem eu. Era um garoto de 2o e poucos anos, cheio de sonhos, desejos e deixou para trás, nesta ilha, uma grande paixão.
Morei ali no Grageru... Conhece?
Tem uns tres anos estive por ai mas tudo mudou muito.
Ou será que fui eu que mudei?
Bom, chega de blá, blá, blá.

Beijos se for de beijos.
Abraços se for de abraços.
E apareça :)

9/6/09 11:17
Marton Olympio disse...

Mas aí que está menina.
Aí que a porca torce o rabo, como diria minha doce progenitora.
A coisa começa assim, umas palavras, outras, e quando se vê, danou-se.
É como carma, sina, cruz, destino, mania, vício...
Eu mesmo, escrevo pra que?
Sei lá! (rs)
As histórias vem em minha cabeça, ficam ali pulando de um lado pro outro e enquanto não despejo tudo no papel não vão embora.
Por isso insisto na carpintaria, pesquisa, formatos, etc...
Vc já leu Cortazar?
E jé que domina um pouco de castellano, pode ler no original muita coisa boa dele na Internet.
:)

Ah, uma outra boa dica, se é que não conhece, é o Jorge Drexler?
Cantante Uruguaio do melhor nível.

Bom, me alongo de novo.
Tinha um grande amigo meu dando aula por ai: conhece OsiriS Ashton?

Bom, de novo me alongo.

como sou de beijos, beijos pra vc.

9/6/09 17:50
meus instantes e momentos disse...

profundo e intenso.Ótimo post
muito bom teu blog. Bonito , bem escrito e bem feito. Gostei daqui..
Tenha um belo dia.
Maurizio

11/6/09 06:53
karina Nou disse...

Que linda poesia Rai... entrei agora no seu blog e n parei mais de ler. Vc escreve muito bem mesmo. Brinca com as palavras e com os seus sentidos da forma que só os grandes poetas e escritores o fazem.

Mil beijos Raio de luz!

11/6/09 22:05
One Day disse...

você escreve muito bem !
e o texto não terminava lá não, mas decidi não postar o resto por ser muito pornográfico.

beeijos
http://andnobodyelse.blogspot.com/

18/6/09 19:11
Camila disse...

Entrei no seu blog e fiquei um tempão aqui lendo. É viciante. Virei sua seguidora ok? *-* Você escreve muito bem, amei muito. E quanto a maioria dos posts, a minha concepção é que o amor é a base de tudo. E essa base só se desmorrona por que não entendemos que o amor não vem do verbo amar e sim do verbo sentir.

19/6/09 16:35
Raphael Campos Máximo disse...

Adorei o poema. Sabe, eu geralmente quando leio qualquer coisa, principalmente um poema, leio e tento materializá-lo na minha cabeça, e, logo ao ler a primeira estrofe desse seu já imaginei algo muito legal, algo até mesmo semelhante há coisas que aconteceram na minha vida, até acabei de identificando.
Parabéns, ótimo blog!
Abraço! Quando poder dá uma passada no meu ;)

30/6/09 16:48
PanPum Flûor disse...

obrigado, retribuindo a visita :)

muito bom, voce é fantastica ^^'

adorei os dois primeiros versos, muito bom.

parabens :*

1/7/09 15:12
Luiz Guilherme disse...

Lindos versos....

gostei d+++

vou te seguir...

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

vlw

3/7/09 14:36
Anônimo disse...

Ei Raiana!!! O blog "O que elas estão lendo!?" está com sorteio!

Como você é nossa seguidora, viemos aqui te lembrar que amanhã é o último dia para participar.

Como participar? Só deixar um comentário dizendo: Eu quero participar!

Você vai estar concorrendo ao livro do famoso escritor brasileiro Pedro Drummond.

Depois é só cruzar os dedos!

beijos e boa sorte

Equipe "O que elas estão lendo!?"
www.elasestaolendo.blogspot.com

4/7/09 00:03
Marina disse...

Lindo! Gostei demais. Também escrevo poemas, mas ando meio inferrujada.rs
Abraço

22/7/09 09:12
Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB