sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Para os sorrisos...




Às vezes ela alimentava as pequenas mentiras que ouvia...
Igual fazia nos domingos de sua infância aos peixes no lago do parque,
surgindo para o seu olhar furtivo.
Ela sabia o que os atraiam e assim não era ilusão - Certos momentos são para ocupar o espaço e provocar sorrisos...
Nem tudo nos exige razão.

Raiana Reis

3 comentários:

Pati Grottone disse...

"Certos momentos são para ocupar o espaço e provocar sorrisos... Nem tudo nos exige a razão!"


Eu preciso aprender isso...rs!

beijo grande!

31/10/09 21:37
Jaime Guimarães disse...

"O essencial é saber ver.
Saber ver sem estar a pensar.
Saber ver quando se vê,
E nem pensar quando se vê
Nem ver quando se pensa.

Mas isso (tristes de nós que trazemos a alma vestida!),
Isso exige um estudo profundo,
Uma aprendizagem de desaprender"

Alberto Caieiro/Fernando Pessoa.

Lembrei-me deste poema quando li

"Certos momentos são para ocupar o espaço e provocar sorrisos... Nem tudo nos exige a razão!"

É coisa que sempre temos que desaprender. rs

bj

15/11/09 13:54
Angelo Trombeta disse...

Seus poemas são feitos de vãos por onde transitam metáforas de paisagens abstratas. São etéricas pinceladas de amor sussurrando momentos não descritos no papel senão na alma. Essa é a arte de escrever o que não se escreve.

24/5/10 11:51
Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB