segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Momentos



Ela o olhava com a cumplicidade de quem já conhecia os seus recados...

O seu ir e vir representava as renovações contínuas...

Constantes e distintas em cada sopro...

Aquela voz rouca ecoava a dizer-lhe:

“ - Da matéria com que constróis já sabes que não se sustenta...”

E a menina insistia pela beleza do momento...

Um dia usará tijolos!

Raiana Reis

2 comentários:

Angela Marcia Reis disse...

Oi prima, adorei o blog...
Depois passo com mais calma aqui para tecer alguns comentários...
bjos =*

8/11/09 16:47
Jaime Guimarães disse...

Usará, para assim tentar solidificar até mesmo o momento.

Beleza de poema!

bj!

14/11/09 00:19
Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB