sábado, 28 de novembro de 2009

Hoje


Que mesmo não sendo lúcido me seja lícito...

Uma brisa que me traga o frescor do início,
E que eu me refaça e desfaça constantemente
Assim como as ondas que me lambem as pernas...

Raiana Reis

3 comentários:

Jaime Guimarães disse...

Ondas, que aparentam ser iguais, nunca são. A vida, que aparenta ser rotineira, nunca é. E estamos sempre neste ciclo de renovação. Todos os dias.

28/11/09 09:45
H. Machado disse...

Deixa a onda bater, deixa o vento chegar e levar tudo embora. Ele traz tudo de novo, e faz e refaz a onda, pra que tu seja sempre viva. Abraço paulista.

2/4/10 18:58
Angelo Trombeta disse...

Sem palavras! Só sei que gostei muito... Riquíssimo e singelo!

24/5/10 11:49
Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB