quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Antagônicos ou semelhantes




Não desejes o inverso
Por que hoje aparentamos estes opostos?!
Responde-me com silêncios
Temes quando desejo,
Afliges quando me acalmo!
- Como sol e lua?!

Ao abster-se, 

Minha consciência tornou-se
Leve,
Por saber-me inteira!

Quiçás percebas que o que hoje pesa,
Fora fruto apenas de reações adversas...

De um mesmo sentimento.

Raiana Reis

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 

©2011, | by TNB